InovaRio conversa com Wanderley José de Abreu, o “Storm”, hacker que invadiu o sistema da NASA aos 17 anos
 
 
 
 
/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
6/9/2022 - / Por
 

 

Nesta semana o InovaRio Podcast teve a presença do ex-hacker, formado em Engenharia de mecatrônica e Sistemas da Informação pela PUC-RJ, Wanderley José de Abreu. O engenheiro contou um pouco do período em que passou se especializando na agência americana, dos projetos realizados junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro em que ajudou a identificar mais de 200 pedófilos e sobre sua empresa, a Storm Group, que realiza soluções em Tecnologia da Informação para outras empresas.

Wanderley detalhou durante o episódio suas experiências como seu primeiro contato com um computador, a Deep Web, e como fez para invadir a NASA participando de um concurso criado pelo Carl Segan. 

"Só máquinas específicas nos Estados Unidos conseguiam acessar essa máquina. Eles nem sabiam como um moleque no quinto dos infernos conseguiu acessar a máquina. Então eles estavam mais curiosos para saber como eu acessei, vou contar como eles me pegaram primeiro. Quando você coloca uma Backdoor na máquina, você passa a não ser mais detectado em tese, o Carl Segan na década de 1980 criou o instituto SETI e eles criaram um programa chamado SETI at Home, que existe até hoje. É um programa que você usa para processar informações de radiotelescópios em busca de alienígenas e eu participei desse projeto. Eu mantive uma coerência, não ficava muito na frente de ninguém e nem entre os primeiros, para não me detectarem, só que quando eu hackeei o Blue Mountain fiquei com mais processamento que a IBM inteira e infelizmente fui desclassificado. Aí a Universidade de Berkeley alertou Los Alamos, quem cuidava da segurança era uma Major da Aeronáutica em Los Alamos e ela foi consultar para saber quem era o Wanderley que estava invadindo. Meu pai é militar e se chama Wanderley e eu sou Júnior, quase foi um incidente internacional", comentou. 

Semanalmente, o Inova Rio Podcast recebe novos convidados com o objetivo de promover o debate sobre engenharia, tecnologia, inovação e propor melhorias em nossa sociedade.

O programa é apresentado por Miguel Fernandez y Fernandez, Heber Bispo e Édipo Azaro. O Inova Rio é oferecido pelo Diário do Rio de Janeiro, Clube do Empreendedor, ABES-RJ, Liderança Produções e Mutua (Caixa de Assistência dos profissionais do CREA)

Assista o programa completo no Youtube: https://bit.ly/3x04g97 
Ou no Spotify: https://spoti.fi/3ATzQIb 

 


 

 
/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
 
 
 
Últimas Notícias

29/08/2022
Efeitos erosivos decorrentes da navegação no Canal de Marapendi (Barra da Tijuca – Rio de Janeiro)

04/10/2022

ABES-Rio marca presença na reunião do CDEN

04/10/2022

InovaRio Podcast recebe Bruno Kazuhiro, candidato a deputado estadual do Rio de Janeiro pelo PSDB

03/10/2022

ABES-Rio indica - MBA Saneamento ambiental: faça o minicurso degustação gratuito, online, de onde você estiver!

.
    Saiba mais >>
.
.
    Saiba mais >>
.
.
    Saiba mais >>
.
.
    Saiba mais >>
.
 
Av. Beira Mar, 216 - Sala 1103
CEP 20021-060 / Centro - Rio de Janeiro / RJ


abes-rj@abes-dn.org.br


(21) 98691-2615 (WhatsApp)